Um pouco mais sobre o Livra Livro

Quem me acompanha pelo Twitter e/ou pelo Facebook, deve ter visto bastante coisa sobre o Livra Livro desde o post sobre ele há dois meses atrás. Resolvi, então, fazer um novo post para reunir as informações que andei compartilhando nos últimos tempos pelas redes sociais. Aqui, falo um pouco sobre a minha experiência com o site e tento esclarecer algumas dúvidas, já que me fizeram algumas perguntas a respeito.

Para quem ainda não conhece, o Livra Livro é uma rede social de troca de livros. Você cria um perfil e lista os livros que tem e deseja trocar. Ao receber uma solicitação, tem um prazo para aceitá-la e um prazo para colocar o livro no correio. Após a troca ser finalizada – ou seja, o destinatário receber o livro – lhe é creditado um ponto que pode ser usado para solicitar um livro de alguém.

Eu gostei bastante do “método” do site. Essa burocracia toda para a realização das trocas faz com que elas demorem um pouco, mas aumenta as chances de trocas bem sucedidas. Os prazos são fundamentais para que você possa se organizar para enviar o livro e, assim, evita que algumas trocas sejam canceladas por falta de tempo. Além disso, eles exigem o envio de um código de rastreamento, o que garante que o livro foi enviado. É através desse código que o site dá a troca por finalizada – quando a informação dos correios é a de que o livro foi entregue. Essa verificação também garante que quem mandar códigos falsos seja punido. Caso o livro recebido não for exatamente o que você pediu, não há muito o que fazer, apenas avaliar negativamente o usuário que o enviou. Eu, pessoalmente, não tive problemas com os livros que recebi. Todos estavam em bom estado de conservação, de acordo com a descrição no site.

Muita gente reclamou que os livros disponíveis para troca não são dos melhores. Mas isso é bastante relativo, não é? Essa disponibilidade varia muito e alguns livros são rapidamente solicitados e, portanto, são mais difíceis de encontrar. É por isso que todo usuário tem uma lista de livros desejados e, quando algum deles é disponibilizado, todos os usuários que o desejam recebem um e-mail avisando. Quem solicitar primeiro (desde que a solicitação seja aceita), leva. Por isso, eu recomendo manter sua listinha de desejados atualizada e ficar de olho nos seus e-mails. Além disso, vale passear pelos livros disponibilizados no site, sempre se acha alguma coisa interessante. Por enquanto, todos os livros que solicitei foram achados assim, por acaso.

Outra coisa a se ressaltar é que os livros são usados. Então podem estar amarelados e danificados de alguma maneira, com anotações e rabiscos, esse tipo de coisa. Ao disponibilizar um livro, recomenda-se que se escreva um pouco sobre o seu estado. Através disso, dá para saber o que esperar. Infelizmente, muitos usuários não escrevem nada. Então, nesse caso, vale arriscar se você quiser muito o livro, ou se ele for difícil de achar no site, algo assim, ou então conversar com o dono do livro e pedir mais informações. Como eu já disse, o site é uma rede social, então os usuários podem conversar entre si.

Bem, até agora falei mais sobre a solicitação dos livros. Mas antes disso, é preciso se livrar de algum! Para tal, é preciso fazer sua listinha de livros disponíveis, aqueles dos quais você pretende se desfazer. Muitos livros já estão cadastrados, bastando alguns cliques para disponibilizá-lo. Caso ele não esteja no site, basta cadastrá-lo. Como eu já disse, quando um livro é disponibilizado, o site te permite descrever o seu estado de conservação. Eu recomendo muito que você o faça, e o faça com cuidado, atenção, detalhando o máximo possível e nunca mentindo. Isso evita avaliações negativas, pois o usuário estará ciente dos pequenos defeitos do livro que irá solicitar. Outra recomendação minha é disponibilizar somente livros em bom estado de conservação. E por bom estado de conservação, eu quero dizer legível. Desde que não haja páginas faltando nem rasgos e escritos/rabiscos que prejudiquem a leitura, o livro pode ser trocado. Por fim, uma última recomendação é nunca disponibilizar livros de que você não tem certeza que quer se livrar. Depois, você pode se arrepender e o cancelamento solicitações é punido. Além disso, uma das coisas mais chatas é solicitar um livro e ficar esperando pela confirmação e não obter resposta. Nesse caso, a troca é cancelada se o usuário não confirma dentro do prazo. Por isso, se você for ficar algum tempo longe do computador ou não poderá realizar trocas, você pode (e deve!) “congelar” os livros. Assim, ninguém pode solicitá-los.

Por fim, uma das perguntas que eu recebi foi “e quanto custa isso?”. Pois então, usar o site é gratuito e não se paga nada para solicitar um livro. O único gasto é o envio, pago por quem o disponibiliza. Nada mais justo, já que isso se reverterá em um ponto, que lhe renderá um outro livro, por cujo envio você não pagará.

O envio do livro pode sair super em conta se você optar pelo Registro Módico, uma redução na tarifa do chamado Registro Nacional. Você paga pelo selo – que sai barato e é proporcional do peso do livro – e pelo rastreamento. Por ser uma modalidade de registro exclusiva para livros em geral e livros didáticos, alguns funcionários dos Correios podem ficar confusos, mas insista. Sai muito mais barato. Eu nunca paguei mais de $5 para enviar nenhum livro.

Bem, pessoal, acho que é isso. Estou muito satisfeita com minhas trocas. Sou muito a favor de trocar e doar livros, ao invés de deixar os coitados acumulando pó na estante. Assim que ler os livros que recebi, pretendo disponibilizá-los no site novamente e continuar o ciclo.

Para saber mais:

Anúncios

7 comentários sobre “Um pouco mais sobre o Livra Livro

  1. Trabalho em uma livraria e, frequentemente, pessoas procuram por muitos livros já esgotados e/ou fora de catálogo. Se elas desejam aquela edição determinada, então sugiro sites de sebos, como o Estante Virtual, que considero confiável. Mas agora, com a sua dica, pretendo indicar o LivraLivro. Gostei da idéia.
    Gostei daqui também. E voltarei. Abraços!

  2. Eu achei super interessante, mas eu não tenho tantos livros assim, os que ficam na minha estante são os que eu comprei a pouco tempo e mesmo não os lendo sempre eu não quero me desfazer deles e os antigos que tenho não são muitos já que a maioria minha mãe doou pra bibliotecas. Mas vou dar uma olhada aqui, eu acho que tenho uns clássicos da literatura que sempre tem alguém interessado em ler né? valeu pela dica Dani! ;)

    Beijo :*

  3. olha! eu já lia a droga da obediência! eu era bem novinha! (:
    apesar de eu ser super adepta de guardar livros, rs, eu acabei me cadastrando no site depois que eu ouvi você falando dele aqui, e descobri na casa dos meus pais vários livros infanto-juvenis que eu não tenho apego nenhum. nas férias eu vou listá-los no site! quem sabe eu não consigo me livrar deles e consigo outros no lugar, né?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s