52 semanas: morro de preguiça de…

Esse post faz parte do desafio 52 semanas. Para entender melhor do que se trata, clique aqui.


Costumo dizer que a preguiça é minha pior inimiga. Não falo daquela preguiça gostosa e merecida de uma noite chuvosa de domingo, mas sim daquela que nos impede de levantar do sofá e correr atrás do que a gente quer. Não me entendam mal: sim, eu persigo meus objetivos. Não foi esparramada no sofá que cheguei onde estou, nem que chegarei onde quero estar. Mas, nesse percurso, a preguiça sempre esteve lá, sendo um obstáculo complicado de atravessar. Portanto, foi bastante complicado escolher somente 5 coisas das quais morro de preguiça para esse post.

Se o Sem Formol Não Alisa tivesse um mascote, certamente seria uma preguiça.
Se o Sem Formol Não Alisa tivesse um mascote, certamente seria uma preguiça.

Morro de preguiça de…

Exercício físico

Esse item não poderia faltar porque é sempre reconfortante quando as pessoas se identificam e também confessam sua preguiça de exercício físico. Admiro muito quem gosta ou quem, por conta de uma necessidade ou de um objetivo, consegue fazer da atividade física um hábito. Eu mal consigo encontrar ânimo o suficiente para começar e, quando o faço, fico cansada e mal humorada. Sobre aquelas endorfinas que nosso corpo libera após os exercícios: nunca vi, nem comi, eu só ouço falar.

Cozinhar

Sou um desastre na cozinha, sempre me machuco, faço bagunça e, às vezes, termino com um prato mais intragável que as lagartas de Loompalândia. Mas acredito que mesmo que eu fosse uma verdadeira mestre cuca, ainda assim, morreria de preguiça de cozinhar.

Sair de casa

Sou extremamente caseira. Não é que eu não goste de sair. Se a companhia é boa e o programa é legal, já estou colocando os sapatos e pegando as chaves. Às vezes, inclusive, me dá um siricutico e eu preciso sair e ver a rua. Mas, em geral, morro de preguiça de sair de casa, principalmente quando tenho que me arrumar e tudo mais. Aliás, isso nos leva ao próximo item dessa lista.

Cuidados com a beleza

Ai, gente, sinceramente: que saco. Alguns cosméticos com texturas, cheiros e embalagens diferentes são até bem atraentes, mas, uma vez que a novidade vira rotina, volto a ter preguiça de todo o ritual. Não me maquio todos os dias justamente por isso, vivo negligenciando o protetor solar e só comecei a tratar do cabelo com frequência graças àquelas ampolas rápidas que dá pra usar no banho mesmo. Agora, o campeão é tirar a maquiagem. Se não fossem os lencinhos demaquilantes, eu certamente detonaria minha pele dormindo de maquiagem sempre.

Final de semestre

Não tem jeito: justamente na época do semestre em que eu tenho mais coisas para fazer, fico mais preguiçosa. Talvez seja o cansaço e a sobrecarga que piorem o quadro, mas o fato é que é só chegar junho ou novembro para que eu deseje minha cama ou o sofá mais do que tudo nessa vida. A boa notícia é que, depois de todo final de semestre, há pelo menos uns diazinhos de férias de recompensa.

Não resisti colocar o final de semestre nessa lista porque estou justamente vivendo essa época de preguiça mal localizada e esse é um dos finais de semestre mais caóticos da minha graduação. Faço aulas com três turmas diferentes, estou fazendo meu TCC, está tendo Copa e os funcionários da USP estão em greve. Além disso, o final de maio e junho são cheios de festas e comemorações: aniversário da minha cidade natal (com sua tradicional Festa da Soja), meu aniversário de namoro, dia dos namorados, festa junina e aniversário da minha mãe. Para completar esse quadro, é claro que sempre rola uma TPM em algum ponto do final de semestre e, como o frio chega, eu sempre pego uma doença de inverno nessa época.

Ultimamente, tenho estado bastante sobrecarregada e, é por isso, que o blog não está dos mais atualizados. A preguiça tem sido grande, mas a quantidade de coisas para fazer também. Acredito que estarei mais tranquila em julho, quando o semestre terminar oficialmente (dia 9) e pretendo me dedicar um pouco mais ao blog porque é algo que adoro fazer.

Para finalizar o post de hoje, quero avisar que na fanpage e no Twitter do blog está rolando uma singela semana em homenagem ao aniversariante dessa quinta-feira e muso deste sítio: Chico Buarque. Portanto, se você também é fã, não deixe de seguir o @semformol e curtir nossa página no Facebook.

Anúncios

5 comentários sobre “52 semanas: morro de preguiça de…

  1. Ai, molier, me abraça, porque também tenho preguiça de tudo e um pouco mais. Tenho preguiça de tudo isso que você falou – sim, até de cozinhar, só gosto quando tenho aquela vontade de fazer comida gostosa, mas cozinhar 'por obrigação' não curto. A preguiça é um problema sério na minha vida, que me impede de me atualizar culturalmente ou socialmente. Mas, gente? Que preguiça! Tão mais legal, muitas vezes, ficar preguiçando no sofá de casa (de preferência com meu namorado, também preguicinha). <3

    Que saudades de comentar aqui! Deu até vontade de voltar a blogar! (:

  2. Olha, também morro de preguiça de sair de casa. Sou super caseira, às vezes me empolgo marcando de sair com amigos e quando vai chegando a hora me dá uma ZzZz… haha

    Quanto ao exercício físico, a primeira semana é ótima, depois desapareço!

    Beijo!

  3. Euu sou mtooo preguiçosa, pra tudo! Sair de casa é uma tortura. O ritual de se arrumar, escovar cabelo, maquiagem.. admiro mulheres que tem prazer com isso, mas eu acho um saco. :(
    Dá para perceber que vc é uma pessoa que corre atrás, e até mesmo porquê eu penso que para ser organizada, não pode ser preguiçosa. Um dos maiores motivos da minha total desorganização é por pura preguiça. MEsmo sendo assim organizada e esforçada, as vezes é bom se entregar a preguicinha né. Vai com tudo! :)

  4. Preguiça de cozinhar eu tinha muita, mas como passei a morar sozinha, nem posso ter, se não, não como. haha
    Final de semestre eu estou a preguiça e a bagunça em pessoa. Não faça nada a não ser estudar e fazer trabalhos.

  5. Final de semestre… esse particularmente foi que mais me atacou a preguiça; trabalhos, relatório de estagio acumulando e é uma época do mês que não tenho mais gás nenhum para coisas acadêmicas…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s