Resumão: Março/2015

Não quero falar sobre o meu março neste resumão. Esse ano descobri que meus marços têm sido meses bem merda (na falta de uma palavra melhor) nos últimos anos. Estou sempre struggling (adoro essa palavra e ainda não achei um correspondente bom o suficiente em português) para me adaptar à nova rotina da faculdade (que muda muito de um semestre para outro), enquanto as demandas só fazem aumentar, as chuvas dificultam muito minha vida de pedestre e eu sempre fico gripada. Assim, vou aproveitar que depois de ter durado uns cinco anos, março finalmente acabou, para ignora-lo o quanto for possível e seguir em frente porque abril tá aí e mesmo ele tendo começado com TPM e cólica, começou também com bacalhoada da vó Jeni e ovo de chocolate, então as expectativas são boas.

No resumão desse mês, portanto, quero falar somente sobre o blog. Tenho mexido em algumas coisas por aqui, mas vai ser tudo bem devagarzinho porque tenho outras atividades mais prioritárias agora. Fiz algumas modificações na barra lateral, mas ainda quero mexer em algumas coisas. Preciso revisar o blogroll e ainda estou decidindo se vou manter as fotos do Instagram e o livro que estou lendo ali. (O que vocês acham?) Também quero reescrever a página do perfil e talvez a página sobre o blog. A revisão das tags tem se arrastado desde janeiro porque é algo muito chato e demorado e não tenho encontrado ânimo para fazer. Talvez agora em abril eu me anime, já que comecei a testar o blog planner digital da Loma.

Além disso, março foi um mês rico em posts por aqui. Raras vezes postei tanto quanto nesse mês.

Foram cinco segundas-feiras em março e a linkagem não falhou em nenhuma. Para vocês terem ideia, só esse mês, compartilhei com vocês 73 links (porque, sim, eu contei) nas linkagens de segunda. Na última delas, falei um pouquinho sobre como administro a leitura de tantos blogs e de como me organizo para fazer as linkagens semanais.

É claro que o mau humor de março esteve presente nos posts. Logo no comecinho do mês, fiz uma playlist com músicas da Disney para motivar e dar uma animada em dias ruins. Na semana seguinte, rolou um post desabafo em que, entre outras coisas, confesso que minha “segundona é a quarta-feira”. No finalzinho do mês, fiz uma reflexão sobre organização, empatia e respeito. Ainda na linha de posts pessoais, falei um pouco dos meus domingos e contei sobre algo curioso que presenciei num desses dias num post tipo diarinho.

Em março, também rolaram posts em vídeo. Não que eu tenha gravado nada, mas encontrei dois arquivos no computador que eu achei ter deletado por acidente. Publiquei, portanto, um vlog em que mostro os livros que estão na minha estante esperando para serem lidos e um vídeo onde respondo à tag “Não Provoque”.

Além disso, compartilhei com vocês os wallpapers que tenho usado nos meus dispositivos, bem como a forma como tenho organizado minha área de trabalho do computador e as telas iniciais do tablet e do celular; e também dei 12 dicas para blogueiros iniciantes, respondendo ao meme do Rotaroots.

Acho que, aqui no blog, foi um ótimo mês, não?

P.S.: Acho que o bacana dessa nossa tendência a só postar coisas bacanas no Instagram é ter esse registro de memórias felizes para ver que a vida não é tão ruim quanto a gente twita acha. Veja bem, em meio aos perrengues e chateações de março, comemorei o aniversário da vó Jeni com a minha família e o da Tety com minhas melhores amigas; assisti futebol com o Lu (e vi meu time dar uma surra no dele, hahaha); vomitei arco-íris com a fofura de Íris, a cã, e vi um arco-íris de verdade da janela do meu apezinho; ouvi música amorzinho, vesti meu vestido favorito e comi comidinhas gostosas. Afinal, não foi um março tão ruim.
Anúncios

Um comentário sobre “Resumão: Março/2015

  1. Março é pra mim um mês difícil também. É quando o salário muda de valor, porque o ano letivo anterior acaba (pelo menos na questão financeira), é o mês do meu aniversário e ele tem sido uma bela merda nos últimos 20 anos. É um mês em que me sinto muito só e isolada das pessoas. Às vezes até inconscientemente, pois sei que é meu aniversário e fico sempre com medo daquelas demonstrações falsas de felicidades. Prefiro até ficar na minha.

    Talvez pelo fato de ser um mês dedicado a Marte, e por consequência à guerra, a gente lute tanto para atravessá-lo. =)

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s