Tag: Liebster Award (ou vamos falar sobre livros!)

Amo várias coisas nesta vida blogueira. Uma delas é quando uma blogger querida me passa um meme, uma tag ou um award (lembra dos awards?). É sempre gostoso ser lembrado e saber que as pessoas não só querem te chamar pra brincadeira, como querem saber mais sobre você. Afinal, a maioria dos memes e das tags são feitas justamente para nós compartilharmos um pouquinho mais de nós na blogosfera.

Bem, esses dias, Lady Sybylla me passou um dos memes/tags mais legais do mundo blogueiro. Ele é tão legal, tão legal, mas tão legal, que já o vi por aí com três nomes diferentes, mas sempre a mesma dinâmica. Quando você é marcado, deve contar 11 fatos aleatórios sobre você, responder 11 perguntas criadas por quem te marcou e criar novas 11 perguntas para as pessoas pra quem você vai passar o meme.

Em 2012, respondi este meme por aqui com o título de Meme das 11 Perguntas. No ano passado, o respondi como a Tag Know Your Blogger. Faltava respondê-lo como Tag Liebster Award. Bem, não falta mais.

Como já demorei demais para publicar este post e já respondi a este meme outras vezes, vou simplificar as coisas. Não vou contar fatos aleatórios sobre mim porque creio que o blog está cheio deles e ainda quero fazer um post só com fatos aleatórios. Quem sabe aquela tag em vídeo 50 fatos sobre mim? Também não farei perguntas novas, nem marcarei ninguém por motivos de muita preguiça. Sorry, mores.

P.S.: amanhã é Dia Internacional do Livro e as perguntas da Sybylla não poderiam ter casado melhor com a data ♥ Por isto mesmo, linkei alguns posts sobre livros e hábitos literários aqui do blog lá no finalzinho do post, para quem quiser dar uma olhadinha.

1a47c-liebsteraward

1. O hábito de leitura vem de onde?

Olha, ele é tão antigo que eu nem sei ao certo. Vem de antes de eu ser alfabetizada. Ganhei minha primeira coleção de livrinhos quando tinha uns 4 anos e minha mãe lia para mim antes de dormir. Durante o dia, eu pegava estes livrinhos e ia recontando/relembrando a história através das ilustrações. Depois que fiz isso várias vezes, comecei a criar histórias novas através das ilustrações. Depois de ser alfabetizada, passei a ler até bula de remédio.

Um sofá, um livro e meias sujas. Sempre. (Foto de 2001)
Um sofá, um livro e meias sujas. Sempre. (Foto de 2001)

2. Você prefere livros físicos, ebooks, ou os dois?

Acho que tem um post antiguinho aqui no blog em que falo basicamente que sou team papel e lombada. Hoje não. Depois do tablet, passei a amar livros digitais. É muito prático para quem vive em trânsito como eu e acha complicado transportar um livro físico que, muitas vezes, é pesado e ocupa muito espaço. Mas ainda gosto do papel. Gosto do cheiro de livro novo, gosto do amarelado de livro velho. Gosto das texturas, da experiência sensorial. Gosto de ver a estante cheia e de organizar os exemplares por cor, por autor, por gênero… Então, procuro um meio termo, um equilíbrio.

Relendo Harry Potter and the Philosofer's Stone doze anos depois de tê-lo lido pela primeira vez, só que, desta vez, em inglês. (Foto de 2014)
Relendo Harry Potter and the Philosofer’s Stone doze anos depois de tê-lo lido pela primeira vez. (Foto de 2014)

3. Você tem e-reader?

Não. Quando considerei comprar um e-reader, estudei um pouco, pesei prós e contras e optei por um tablet. Quem tem um e-reader pode achar que fiz uma má escolha porque ler nos equipamentos feitos propriamente para isso é muito mais confortável, a bateria dura mais, etc. Eu não duvido, mas também não me arrependo da minha decisão. Pelo mesmo valor que eu pagaria em um e-reader, comprei uma ferramenta mais completa, a qual uso muito, não só para a leitura. Se eu tivesse dinheiro para ter os dois dispositivos, talvez eu o faria (talvez não), mas tendo que escolher um só, prefiro o tablet.

4. Qual seu gênero literário preferido?

Contos ♥

Meu contista favorito: Machado de Assis. (Foto de 2014)

5. Lê literatura brasileira?

Sim! E sou uma super defensora da literatura brasileira. Quero dizer, estou sempre fazendo questão de ler livros nacionais e de indicar livros nacionais para as pessoas. Se, por um lado, fico feliz em ver nosso mercado editorial crescendo e mais gente lendo, especialmente as crianças e adolescentes, fico chateada em ver que a literatura que mais faz sucesso por aqui é a estrangeira. Temos tantos autores bons! Temos uma literatura tão rica! Eu também adoro alguns autores gringos, mas acho importante encontrar um equilíbrio e valorizar nossa literatura também.

6. Gosta de ler resenhas antes de comprar um livro?

Não. Geralmente, leio no máximo uma sinopse, a orelha ou a contracapa antes de ler um livro. Gosto muito também de pegar um livro sobre o qual eu não sei absolutamente nada, por exemplo, e me jogar sem saber o que esperar.

Fujo de resenhas, basicamente, por dois motivos: 1) tem muita resenha mal escrita por aí, cheia de spoilers e sem um único spoiler alert e 2) não quero que a opinião do autor da resenha me influencie durante a leitura. Assim, normalmente só leio resenhas (escritas por gente que confio, como as meninas da 21) antes de ler o livro se eu estiver em dúvida quanto a lê-lo/comprá-lo. Também costumo ler resenhas depois da leitura dos livros para comparar minha experiência e opinião com a de outros leitores.

7. Qual sua série literária favorita?

Harry Potter. Não costumo ler séries literárias. Acredito que só tenha lido Harry Potter e Persépolis (em volume único) completas até hoje. Confesso que rola uma preguiça de ler tantos volumes. Só li todos os livros de Harry Potter porque os dois primeiros foram leituras obrigatórias na escola, quando eu estava na 5ª série. Gostei do primeiro, mas não teria continuado lendo a série se não fosse o segundo. Foi Harry Potter e a Câmara Secreta que despertou minha paixão pela saga e fez com que hoje, 13 anos depois, eu continue amando esta história que me acompanhou durante toda minha adolescência. Eu poderia escrever um post todo sobre isso.

Os Contos de Beedle, o Bardo devidamente roubado da Hermione. (Foto de 2014)
Os Contos de Beedle, o Bardo devidamente roubado da Hermione. (Foto de 2014)

8. Lê, em média, quantos livros por mês?

Um. Definitivamente, não é o número que eu gostaria de responder, mas é o que consigo ler em média no meu cotidiano hoje.

9. Tem preconceito com algum gênero literário? Por quê?

Não deveria, mas tenho. Acho épicos chatos e poesia difícil; torço o nariz para autoajuda e confesso que evito livros de fantasia e ficção científica. Mas tenho tentado superar todos esses preconceitos e variar o máximo possível as minhas leituras. (Sybylla, aceito sugestões porque você é a pessoa que conheço que mais manja de ficção científica!)

Íris, a cã, me fazendo companhia enquanto eu lia Marley e eu. Bem apropriado, não acham? (Foto de 2013)
Íris, a cã, me fazendo companhia enquanto eu lia Marley e eu. Bem apropriado, não acham? (Foto de 2013)

10. Compra livros online ou prefere ir à livraria?

Adoro livrarias, mas quase não tenho acesso a elas.

Em São Joaquim da Barra, não tem uma única livraria. Eu quero dizer, existem livrarias que vendem de tudo, menos livros; existem livrarias evangélicas dentro das igrejas e existe uma livraria espírita. (É uma cidade complicada para quem ama arte, afinal, também não tem teatro, cinema, museu, etc.) Quando eu era criança/adolescente, costumava encomendar os livros que queria ou precisava para a escola com os donos das livrarias que vendem de tudo, menos livros. Ou comprava quando ia a Ribeirão Preto.

Em São Carlos, não há livrarias próximas a onde eu moro. Isso porque eu moro num bairro universitário. A livraria mais acessível era uma Nobel no shopping, que deu lugar a uma imensa Riachuelo. Continuo comprando livros quanto vou a Ribeirão Preto, mas a maior parte dos livros compro mesmo online.

11. Autor ou autora da qual você não perde um livro sequer?

Acho que não tenho nenhum. Como leio pouco e gostaria de ler muito e tenho consciência de que não vou conseguir, tento ao menos variar os gêneros e autores o máximo que posso. Por isso, não sou muito fiel a nenhum autor.

J.K. Rowling é a autora de quem eu já li mais livros. Foram os sete Harry Potter, Os Contos de Beedle, o Bardo e Morte Súbita. Ainda quero ler os livros que ela publicou com um pseudônimo e talvez eu consiga ler tudo o que ela publicar. Quem sabe?

O segundo autor que mais leio é Machado de Assis, por causa dos contos. Quero ler mais romances dele também, mas o que me encanta mesmo são os contos. O Alienista é meu favorito.

Por último, ainda quero ler todos os livros do Chico Buarque. São poucos, amei os dois que li (Leite Derramado e Benjamim) e acho que vale o investimento de tempo já que ele é meu músico favorito da vida toda. Quando me perguntam se sou fã do Chico, gosto de responder com aquela fala da melhor amiga de Kat em 10 coisas que odeio em você: “more than a fan, we’re envolved”.

Alguns outros posts sobre livros e hábitos literários:

Anúncios

4 comentários sobre “Tag: Liebster Award (ou vamos falar sobre livros!)

  1. Dani, também não tenho o hábito de ler sobre algum livro antes de lê-lo ou comprá-lo. Evito até mesmo a orelha e a contracapa, acredita? Gosto de não saber nada sobre a história, só uma noção bem vaga da trama pra saber se vou me interessar ou não. Quando li Orgulho e Preconceito, por exemplo, fui tão ignorante ao pote que no comecinho do livro achava que Mr. Bingley seria o interesse romântico da Lizzie, e que o Darcy seria o vilão que atrapalharia a história dos dois, acredita? Sempre prefiro as surpresas!

    beijos

  2. Aeeeeee! =D

    Adorei suas respostas! Sei como é quando a gente quer ler e não tem tempo. Na faculdade eu também vivia esgotada e sem tempo para conseguir ler. Mas vai melhorar! Você vai ver. rs

    Um livro de FC que eu amei e que acho que todo mundo devia ler é Lua de Larvas. Sério! É um livro distópico, mas com um enredo de amor, é muito fofo. Vale à pena!

  3. Sou team papel impresso pra vida! E olha que ja trabalhei em duas livrarias e na época em que cada uma resolveu lançar seu próprio E-reader! Apesar de achar uma coisa bem legal, enquanto houver espaço na minha casa para os meus livros eu os comprarei! Quem sabe num futuro – próximo ou nem tanto assim – eu me rendo? Não gosto de ler em nada que tenha tela brilhante porque me dá dor de cabeça, então eu apostaria num e-reader!

    Moça cê num quer fazer uma lista com indicações de literatura nacional não? EU sou dessas que aprendeu a ler já com literatura estrangeira, e apesar de ser curiosa dá pra contar nos dedos de uma mão quantos livros nacionais eu li em 10 anos!

    Beijo!

  4. Prefiro os livros impressos, ainda não experimentei ler um e-book mas creio que não gostaria tanto. E sobre comprar online ou nas livrarias, costumo comprar no site da saraiva. A livraria aqui da minha cidade sempre vende por um preço bem mais caro que o valor da compra + frete pela internet :( Se pelo preço não compensasse, compraria aqui, claro. Nada melhor que tem em mãos assim que sai de lá ♥

    Beijos,
    Ló.

    http://www.garotasdizem.com.br/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s